WhatsApp deve R$ 12,7 milhões em multas à Justiça brasileira

209

Antes de ter sido bloqueado no Brasil inteiro, o WhatsApp já havia sido multado por descumprir ordens judiciais. A empresa nunca pagou a multa, que já chega a R$ 12,7 milhões e continua valendo.
A cifra foi revelada ontem pelo Jornal Nacional. Em conversa com a polícia, o programa informou que, quando o WhatsApp se recusou a ajudar em investigações, a juíza que acompanha o caso deu prazo de 48 horas para o cumprimento de ordem judicial e estabeleceu multa de R$ 100 mil por dia.
Quatro meses se passaram sem que o WhatsApp se manifestasse, então a Justiça mandou interromper o serviço.
O caso envolve investigações sobre latrocínio, tráfico de drogas e o Primeiro Comando da Capital – facção criminosa que age nos presídios de São Paulo. Os investigadores acompanhavam três suspeitos quando perceberam que eles não se comunicavam por telefone, e, sim, por WhatsApp. Pediram, então, ajuda da empresa, que os ignorou.
O bloqueio durou cerca de doze horas e foi revertido na tarde de ontem sob determinação de um desembargador que considerou a medida exagerada, uma vez que afetou 100 milhões de usuários no Brasil – e até em alguns países vizinhos.