Relacionamento e suas rotinas nas redes

301

Por Uemerson Florêncio*

Para muitas pessoas o mundo está estranho e sem sentido, está frio e sem emoções, entre curtidas e compartilhamentos de status nas redes sociais, muitos estão perdendo a oportunidade de estar consigo mesmo apresentando imagens que até sonham, mas não vivem.

Por estarem afastados daqueles momentos que são tão singulares para muitos seres humanos, como sair, se encontrar com amigos e sorrir à vontade sem compromisso. Bem como, brincar de viver entre um papo agradável, dar largas gargalhadas agradáveis desfrutando da suave e serena presença daquelas pessoas que não vemos todos os dias. Isso é viver parte das alegrias que se encontra dentro de si mesmo.

Se o começo e a rotina são virtuais – a vida real será sempre um desafio, por não conhecer os detalhes dos fatos que formam o caráter daquela pessoa que você se apaixonou a partir de uma sequência de fotos num perfil.

Alguns estão em conflitos consigo mesmo, por conta do esfriamento de algumas relações, entre elas, destaca-se a amorosa. Nada contra a existência das redes sociais ou outros aplicativos, mas muitos homens e mulheres tem reclamado da falta de uma pessoa que possa preencher os vazios emocionais. Mas seria uma outra pessoa que preencheria realmente você mesmo? Muitos se perdem e põe a vida parcialmente ou totalmente nas redes sociais, e por isso, tem perdido a oportunidade em conhecer pessoas reais.

Se o começo e a rotina são virtuais – muitos problemas de comportamentos não serão enxergados e o tarde demais pode lhe surpreender hoje.

Através de uma foto de perfil, muitas pessoas se passam, se enganam, outras enganam mesmo. Vivem disso, iludir e brincar com os sentimento uns dos outros. Daí, há pessoas com carências reais, muitas pessoas que caem nesta armadilha e vivem na esperança de poder encontrar uma pessoa que possa mudar a sua vida.

Se o começo e a rotina são virtuais – não haverão momentos plenos para sorrir sem motivo, viverá cercada de “emotions”, diversos “likes” e “kkkk…” a vida não é só constituída por estas carinhas, afinal, na maioria das vezes a pessoa nem sempre está sorrindo de verdade para você, faz isso, por mera força do hábito.

Muito bem, alguns agendam encontros como casais que vem da rede, daí, saem para um lazer e mal sentam a mesa, pegam os seus celulares e voltam as suas conexões. Logo, o que não seria diferente, o vazio entre em cena: duas pessoas, dois celulares, os desinteresses se manifestam. Bem, vão a uma pizzaria, o cardápio chega e mal conseguem olhar para o atendente que apresenta o cardápio com as opções de pizzas.