Pistoleiros se passaram por policiais paraguaios em chacina na fronteira; veja quem são as vítimas

47

Os quatro homens que foram vítimas da chacina registrada em Ponta Porã (MS), a 295 km de Campo Grande, na noite desta terça-feira (5), eram brasileiros e, segundo a Polícia Civil, foram executados por três pistoleiros armados com fuzis e pistolas 9 mm, que usavam colete, e se apresentaram como policiais.

Pistoleiros desceram de uma caminhonete e dispararam contra as pessoas  — Foto: Canal Aberto/ Reprodução

Pistoleiros desceram de uma caminhonete e dispararam contra as pessoas — Foto: Canal Aberto/ Reprodução

A chacina aconteceu durante a comemoração de um aniversário, em um espaço de eventos na linha de fronteira entre o Brasil e o Paraguai. De acordo com boletim de ocorrência, o local era ocupado por centenas de pessoas.

As vítimas que morreram no local foram identificadas como:

  • Geovani Souza da Silva, de 29 anos;
  • Josimar Caceres de Oliveira, de 31 anos;
  • Luis Vareiro, de 27 anos;
  • Venancio Cabreira, de 39 anos.

O jovem Salim Habib Ramos Almeida Lopes, de 28 anos, também foi baleado, mas sobreviveu.

Em depoimento à polícia, pessoas que estavam no local relataram que três homens, com fardas camufladas semelhantes das forças armadas paraguaias, portando fuzis e pistolas, anunciaram que eram policiais. Antes de começarem a atirar, os suspeitos ordenaram para que algumas das pessoas se separassem em grupos.

Os tiros assustaram moradores da região.

Depois, atiram e atingiram Luiz e Geovani, que morreram na hora. Venâncio e Josimar chegaram a ser encaminhados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Regional de Ponta Porã, mas não resistiram. Salim, que foi baleado na mão e no braço direito, também foi levado para a unidade de saúde e não corre risco de morte.

Terra sem lei

Caminhonete semelhante a que foi usada por pistoleiros foi encontrada incendiada na região de fronteira — Foto: Canal Aberto/ Reprodução

Caminhonete semelhante a que foi usada por pistoleiros foi encontrada incendiada na região de fronteira — Foto: Canal Aberto/ Reprodução

A Polícia Civil de Ponta Porã investiga se uma caminhonete encontrada incendiada, na manhã desta quarta-feira (6), é a mesma usada pelos pistoleiros que invadiram festa e assassinaram quatro pessoas. De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança Pública, o veículo foi encontrado carbonizado, às margens do rodoanel próximo bairro São João.

Além dos pistoleiros que invadiram a festa, outras pessoas estariam do lado de fora dando apoio. Antes de deixarem o local, os suspeitos, que apresentavam sotaque paraguaios, ainda realizaram buscas no carro de Luiz, umas das vítimas.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã. Por g1 MS — Mato Grosso do Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here