PF prende cacique e outros dois índios acusados de invasão à sede do ICMBIO

218

Prado – O delegado Eriosvaldo Renovato Dias, da Polícia Federal de Porto Seguro, prendeu na noite de quarta-feira (3/9) o cacique e outros dois índios da Aldeia Caticoco, localizada no município do Prado, por força de mandados decretados pela Justiça.

Policiais federais conduzem preso o cacique Eilton Oliveira da Conceição, o “Ninho”.
Policiais federais conduzem preso o cacique Eilton Oliveira da Conceição, o “Ninho”.

Os três são acusados de participação na invasão à sede do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBIO), localizada no interior do Parque Nacional do Descobrimento. A área de preservação permanente cobre um extenso território da Mata Atlântica próxima à divisa do Prado com Itamaraju e é ladeada por aldeias do povo Pataxó.

O motivo da invasão não foi esclarecido pelos indígenas. Os mandados foram decretados pelo juiz federal Leonardo Augusto de Almeida Aguiar, titular da Vara Única da Subseção Judiciária de Teixeira de Freitas, em desfavor do cacique Eilton Oliveira da Conceição, o “Ninho”, o irmão dele Welligton Oliveira Conceição e Zezinho Pereira da Conceição, o “Mucugê”.

As detenções aconteceram no início da noite, e, segundo informações da PF, os índios tentaram esboçar reação, mas foram conditos.

A operação que culminou na prisão dos índios contou com o apoio de policiais militares de Itamaraju e Prado. Em seguida à ação da Polícia Federal (PF), os três presos foram levados ao Hospital Municipal de Itamaraju (HMI), onde passaram por avaliação médica, e na quarta-feira (4) acabaram sendo submetidos a exames de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT). E após o procedimento os três indígenas terminaram sendo levados ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde permanecem à disposição da Justiça. Por Ronildo Brito do site Teixeiranews.