Fibria recebe Certificado Silvicultura Sustentável do Governo do Estado de São Paulo

243

São Paulo – A Fibria, empresa de base florestal e líder mundial na produção de celulose de eucalipto, recebeu na segunda-feira (8/12), do Governo do Estado de São Paulo, o Certificado Silvicultura Sustentável, que reconhece e atesta o compromisso com a implementação das boas práticas agroambientais.

Durante evento que contou com a presença dos secretários do Meio Ambiente, Rubens Rizek, e da Agricultura, Mônika Bergamaschi, a Fibria reforçou seu compromisso com a sustentabilidade ao assinar o Protocolo Agroambiental do Setor Florestal, juntamente com outras três empresas do setor de silvicultura e da Associação Paulista de Produtores de Florestas Plantadas – Florestar São Paulo. A finalidade do Protocolo Agroambiental do Setor Florestal é estimular a sustentabilidade das atividades do setor de florestas comerciais plantadas.

Entre as boas práticas incentivadas pelo protocolo e já integradas na cultura da Fibria estão a proteção e restauração da vegetação nativa no entorno das nascentes e cursos d´água e minimização dos impactos em suas bordas; formação de corredores ecológicos; difusão e disseminação das boas práticas de manejo florestal; prevenção e combate a incêndios florestais; conservação de solo; gestão dos resíduos para prevenir a poluição e conservação dos recursos hídricos.

Sustentabilidade

O comprometimento com o uso eficiente dos recursos naturais e o engajamento social está intrinsicamente ligado à estratégia da Fibria, que nasceu com a missão de desenvolver o negócio florestal renovável como fonte sustentável de vida e produzir riqueza econômica de forma responsável, compartilhada e inclusiva. Por entender que o desenvolvimento de suas atividades depende tanto dos aspectos econômicos e financeiros como dos socioambientais, a Fibria atua em sintonia com a sociedade em cada fase de sua cadeia produtiva, mitigando os impactos de sua atuação e promovendo a inclusão social das comunidades vizinhas. Para apoiar e orientar suas ações nesta frente, a companhia conta com um Comitê de Sustentabilidade, coordenado pelo presidente do Conselho de Administração da Fibria e composto por cinco membros externos independentes, além de três diretores da companhia. O Comitê tem explorado tendências na área de sustentabilidade que podem ter impactos na estratégia da companhia, atuando em duas frentes: mudanças climáticas e valoração dos serviços ecossistêmicos.

Empresa assinou também, junto com a Associação Paulista de Produtores de Florestas Plantadas, o Protocolo Agroambiental do Setor Florestal, que incentiva as boas práticas ambientais.
Empresa assinou também, junto com a Associação Paulista de Produtores de Florestas Plantadas, o Protocolo Agroambiental do Setor Florestal, que incentiva as boas práticas ambientais.

Em linha com o seu compromisso com o crescimento sustentável, a companhia também estabeleceu Metas de Longo Prazo que, com horizonte até 2025, estabelecem objetivos relacionados à otimização do uso de recursos naturais, contribuição para mitigação do efeito estufa, proteção da biodiversidade, aumento da ecoeficiência e fortalecimento da interação entre a Fibria e as comunidades do entorno.

O alinhamento entre maximização de valor, respeito a questões socioambientais e foco no crescimento com disciplina rendeu à Fibria diversos reconhecimentos pela imprensa brasileira. A companhia foi eleita a empresa mais sustentável do ano pelo Guia Exame de Sustentabilidade 2014, além de ter sido apontada como a melhor empresa do setor de celulose e papel no anuário Época Negócios 360° (neste caso, pelo segundo ano consecutivo) e pelo prêmio As Melhores da Dinheiro. Em 2013, foi eleita a campeã do setor de celulose e papel e a “empresa de Valor” pelo Valor 1000, anuário do jornal Valor Econômico.

No mercado internacional, a Fibria foi, em 2013, a única empresa brasileira selecionada pela RobecoSAM, avaliadora do Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI), para compor uma publicação que reúne dez companhias que estão à frente de suas indústrias em questões ambientais, sociais e de governança. Voltada a investidores que consideram aspectos de sustentabilidade em suas decisões de alocação, a revista “The 10 Game Changers – Changing the industry through sustainability” reúne empresas de países como Suíça, Holanda, Estados Unidos, Filipinas e Austrália. O destaque da Fibria deveu-se ao seu amplo comprometimento com o uso eficiente dos recursos naturais, P&D e engajamento social.

A Fibria integra, pelo segundo ano consecutivo, a carteira 2014-2015 do índice DJSI World e de Mercados Emergentes (DJSI Emerging Markets), a principal referência do mercado de capitais em índice mundial de sustentabilidade entre as empresas de capital aberto. Além disso, na bolsa brasileira, os papéis da companhia fazem parte do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que mede o retorno total de uma carteira teórica composta por ações de empresas com reconhecido comprometimento com a responsabilidade social e a sustentabilidade empresarial. A Fibria tem todas as suas unidades certificadas pelo Forest Stewardship Council® (FSC®) e pelo Cerflor/ Programme for the Endorsement of Forest Certification (PEFC).