Em menos de um ano, Passe Livre já beneficia mais de mil estudantes e inicia transbordo

171

Teixeira de Freitas – O Passe Livre estudantil em Teixeira de Freitas completa em fevereiro de 2015 o primeiro ano de benefício efetivo, a cerimônia de entrega das carteiras aconteceu no dia 3 de fevereiro de 2014, em praça pública, e Sarah foi a primeira estudante a ter em mãos o Passe Livre. “Tínhamos uma pauta com várias demandas, o Passe Livre era uma delas. O que nós queríamos, inicialmente, era o diálogo”, relembra Sarah Quimba, 25 anos, estudante, sobre as manifestações que aconteceram em meados de junho do ano passado. De lá para cá, além do diálogo, o Governo Municipal de Teixeira de Freitas vem implementando ações reais para atender aos anseios da juventude teixeirense e garantir-lhe mais oportunidades. O Passe Livre é o exemplo que simboliza, também, uma gestão voltada para o cuidado dos cidadãos.

“Eu não sentei diretamente com o prefeito, mas tive colegas que sentaram, que conversaram, e eu me sinto representada por eles”, contou Sarah sobre a postura do prefeito João Bosco diante das demandas da juventude.

O processo de implementação do Passe Livre estudantil em Teixeira de Freitas foi uma iniciativa pioneira e durou cerca de seis meses, após diálogo travado pelo prefeito João Bosco, com os jovens e com a empresa concessionária do transporte coletivo. Depois de firmada a parceria, foi enviado um Projeto de Lei que foi aprovado pela Câmara Legislativa, instituindo o Passe Livre Estudantil.

A estudante Sarah Quimba foi a primeira a ter em mãos o Passe Livre.
A estudante Sarah Quimba foi a primeira a ter em mãos o Passe Livre.

Desde então, mais de 1.200 estudantes já foram beneficiados com vale-transporte gratuito para ir à escola ou à faculdade, conforme os critérios legalmente estabelecidos para garantir o benefício a quem realmente precisa. “A cada semestre eu vou à Secretaria Municipal de Assistência Social para renovar o meu cadastro”, contou Sarah que mora no Ulisses Guimarães e, atualmente, estuda na Universidade do Estado da Bahia (Uneb). “O Passe Livre está ajudando a quem faz universidade e, também aos secundaristas, aos estudantes da educação básica”, comentou ela.

A gestão do prefeito João Bosco, conforme o próprio afirma, é feita para “cuidar das pessoas” e, para garantir isso, é fundamental garantir o acesso à educação. Esse acesso está sendo propiciado através do Passe Livre, através de iniciativas que promovem a cultura e conscientização, a fim de garantir a construção de uma sociedade mais crítica e socialmente ativa. Assim como Sarah, que avaliou o Passe Livre como “super importante”, mas, não quer que as mudanças parem por aí, agora “está na hora de levar para os bairros mais distantes projetos como os que eu já vi na praça, as festas, os eventos”, e espalhar para toda Teixeira as iniciativas culturais transformadoras, que já são realidade no município.

A Secretaria Municipal de Assistência Social continua a fazer os cadastros para concessão do benefício àqueles que estão dentro do perfil legal. Além disso, também começa a ser implementado no município o sistema de transbordo, ou sistema integrado, que permite o pagamento de apenas uma passagem para duas conduções. Ainda em período de testes, o transbordo está acontecendo para as linhas que vão para o novo shopping, a população vai do bairro para o terminal rodoviário, onde revalidam o cartão no ponto instalado no local, e reaproveitam a passagem para o ônibus que vai para shopping. Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Teixeira de Freitas.