Dupla é executada com mais de 20 tiros de pistolas “ponto 40” e 380

234

Teixeira de Freitas – Na manhã de sexta-feira, 1º de abril, a Polícia Militar de Teixeira de Freitas foi acionada e informada de um duplo homicídio na zona rural de Teixeira de Freitas, nas imediações da Piatã. Então, guarnições do Peto e do 1° Pelotão se deslocaram até a estrada que dá acesso ao distrito de Massaranduba e, ao entrarem em meio a uma plantação de eucalipto, encontraram dois corpos do sexo masculino com características de execução. Então, os militares preservaram o local, onde, além dos corpos, existiam diversas cápsulas e projéteis de arma de fogo.
Os militares acionaram a Polícia Civil e a delegada plantonista, Maria Luíza Ribeiro, juntamente com o investigador Sacramento, se deslocou até o local, onde realizou o levantamento cadavérico. Como os corpos apresentavam, além de marcas de tiros, sinais de violência, a delegada solicitou perícia, feita pelos peritos Bruno Mello e Pedro Paulo. Durante os trabalhos, os peritos encontraram estojos de duas armas de fogo, ambas pistolas, sendo uma calibre ponto 40 e outra 380.
E em perícia nos corpos das vítimas, que não possuíam documentos de identificação, os peritos encontraram diversas perfurações de entrada e saída, sendo a maioria na cabeça. De acordo com o perito Bruno Mello, uma das vítimas foi alvejada por 16 e a outra por sete tiros. Com uma das vítimas foi encontrado um aparelho celular, que foi recolhido e ajudará a polícia na identificação. Uma das vítimas estava usando um capacete e próximo a ela uma motocicleta Honda/CG de cor vermelha, placa policial MTV 6417, licenciada em Jaguaré/ES.
Após perícia, a delegada autorizou remoção e os corpos foram encaminhados ao IML de Teixeira de Freitas, onde aguardaram reconhecimento. Nossa equipe recebeu informação que existem duas pessoas desaparecidas, e de acordo com dados passados à polícia, um estava com uma camisa verde de uma operadora de telefonia, informação que bate com uma das vítimas, mas, até o momento, não houve confirmação. Os desaparecidos possuem os prenomes de Jefferson e Wallace, e desde a última quinta-feira (31 de março) não se tem informações dos mesmos.
A delegada colheu informações e irá instaurar inquérito policial para investigar a identidade das vítimas, autoria e motivação do crime. Por: Rafael Vedra/Liberdadenews