Acusado de amordaçar e estuprar adolescente por pouco não é linchado pela população de Itamaraju

248

O crime de estupro aconteceu na noite de quarta-feira (9/9), quando uma menor de 17 anos foi amordaçada e contou que, com uma faca encostada em seu pescoço, fora obrigada a relacionar-se sexualmente com o estuprador, até aquele momento um homem de cabelos crespos, pele morena e com porte físico avantajado.

O acusado pelo crime de estupro,  o artesão José Ferreira, foi autuado em flagrante.
O acusado pelo crime de estupro, o artesão José Ferreira, foi autuado em flagrante.

Logo após o estupro a jovem pediu socorro e moradores próximos à ponte do Primavera, na saída de Itamaraju em direção ao Prado, foram ao local, quando viram a adolescente em estado de pânico, acionaram o Serviço Móvel de Urgência (Samu), que socorreu a menor ao Hospital Municipal de Itamaraju, onde recebeu atendimento médico. Nas roupas da vítima foram notadas marcas de sangue. E na manhã de sexta-feira (10), policiais da Companhia Independente da Polícia Militar de Itamaraju (43ª CIPM) receberam a informação de um tumulto próximo ao local onde a adolescente foi localizada caída e quando se dirigiram ao lugar, notaram um homem com as mesmas características passadas pela menor, sendo espancado e correndo o risco de ser linchado pela população furiosa.

Em seguida, os policiais militares conseguiram entrar no meio da multidão e fizeram o resgate do artesão José Ferreira Neto, de 38 anos, apontado como autor do estupro.

Ainda internada no Hospital Municipal de Itamaraju (HMI), a vítima reconheceu através de fotografias o homem e contou detalhes sobre a maneira como foi atacada e violentada.

Informações dão conta que o acusado também teve que ser levado ao hospital, pois apresentava lesões na cabeça e diversas escoriações pelo corpo, dada à violência como foi atacado pela população revoltada.

Após ser atendido, o artesão José Ferreira, que nega o crime, acabou levado para a Delegacia da Polícia Civil de Itamaraju.

No início da noite de quinta-feira (10), o perito médico Ademir Alves, do Departamento de Polícia Técnica de Itamaraju (DPT), informou que os exames específicos aos quais fora submetida a jovem comprovaram o estupro, inclusive, com o uso de violência. E para complicar ainda mais a situação do acusado José Ferreira Neto, de 38 anos, no interior da genitália da menor foi encontrado vestígio de esperma que coincide com a amostra recolhida do estuprador.

O artesão vai permanecer preso numa cela isolada, onde ficará à disposição da Justiça. Por Ronildo Brito do site Teixeiranews.