Protesto contra a reforma da Previdência invade a Câmara; polícia usa bombas

20
Compartilhar

Policiais civis de vários estados e do Distrito Federal protestaram na tarde desta terça-feira (18), em Brasília, contra a proposta de reforma da Previdência. Durante o ato, um grupo de policiais tentou invadir a chapelaria do Congresso Nacional. Houve tumulto, e vidraças do prédio foram quebradas.

Imagens feitas pelo G1 no local mostram que a Polícia Legislativa usou spray de pimenta e bombas para dispersar o conflito. Segundo a Polícia Militar do DF, havia cerca de 1 mil policiais no gramado em frente à sede do Legislativo, no momento da confusão.

Até as 16h, não havia registro de feridos. O G1 entrou em contato com a direção do Senado e da Polícia Civil, e aguardava retorno até a última atualização desta reportagem.

O ato em oposição à reforma da Previdência foi convocado pela União dos Policiais do Brasil (UPB). Em nota divulgada à imprensa, o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol) afirma que a proposta em tramitação no Congresso é “uma ameaça à sociedade e resultará em uma polícia cada vez mais envelhecida nas ruas”.

Policiais civis fazem protesto em frente ao Congresso Nacional  (Foto: Lucas C. Ribeiro/Sinpol-DF)

Policiais civis fazem protesto em frente ao Congresso Nacional (Foto: Lucas C. Ribeiro/Sinpol-DF)

Compartilhar

Faça um comentário!