Fabricante de ‘máquina voadora pessoal’ prevê vendas para este ano

42
Compartilhar

A startup Kitty Hawk, que criou um “carro voador” no Vale do Silício, apoiada pelo cofundador do Google Larry Page, lançou um vídeo de seu protótipo aéreo e anunciou os planos de venda de sua “máquina voadora pessoal” neste ano.

“Nossa missão é tornar o sonho do voo pessoal uma realidade. Acreditamos que quando todos tiverem acesso ao voo pessoal, um novo e ilimitado mundo de oportunidades se abrirá”, dizia o site da empresa, localizada na cidade natal da Google, Mountain View, na Califórnia.

“Hoje anunciamos nosso primeiro protótipo do The Flyer, uma máquina voadora pessoal que estará disponível até o final de 2017”.

O vídeo mostra a aeronave de um assento – com dois pontões e uma plataforma semelhante a uma teia de aranha – saindo de um lago em um local não revelado e pairando sobre a água.

O avião, impulsionado por oito rotores, decola e aterrissa verticalmente, como um helicóptero. Pesa cerca de 100 quilos e voa a uma velocidades de até 40 km/h e a uma altura de até 4,5 metros.

A empresa descreve o The Flyer como “uma nova e completamente elétrica aeronave”, que é “segura, testada e legalizada para ser operada nos Estados Unidos em áreas não codificadas” de acordo com o regulamento federal do país para aeronaves ultraleves. Nenhuma licença de piloto é necessária, e a indicação de treinamento é de somente duas horas.

O site ofereceu alguns detalhes sobre a empresa, mas vários relatórios nos últimos meses informaram que Larry Page tem fornecido milhões de dólares para a Kitty Hawk e outra startup de carros elétricos.

O presidente da Kitty Hawk, Sebastian Thrun, um professor de Ciência da Computação na Universidade de Stanford, que foi chamado de o “pai” do carro autônomo da Google, tuitou: “mudando o futuro do transporte pessoal. Junte-se à @kittyhawkcorp para obter informações sobre o protótipo do #theFlyer”.

A empresa anunciou que estava oferecendo três anos de adesão por 100 dólares para entrar na lista de espera e obter um desconto no preço do novo veículo.

Detalhes limitados

A startup deu poucos detalhes sobre a empresa.

Um e-mail respondido após uma consulta feita pela AFP esclareceu que os engenheiros principais foram Cameron Robertson e Todd Reichert, criador da startup Aerovelo, que tem como objetivo produzir o veículo de propulsão humana mais rápido.

A Kitty Hawk afirmou que o The Flyer será colocado à venda ainda este ano terá um design diferente do protótipo.

Uma postagem da escritora Cimeron Morrissey, que testou o The Flyer, deu algumas pistas sobre como se ela se sentiu.

“O protótipo parece muito com uma motocicleta voadora. Você monta no assento e se inclina para frente, exatamente como você faria em uma bicicleta”, escreveu.

“Me senti leve, extasiada e completamente livre. Isto é exatamente como meu sonho de voar!”.

Várias outras empresas, incluindo o conglomerado europeu Airbus, vêm trabalhando em veículos voadores similares. Por Rob Lever, AFP.

Compartilhar

Faça um comentário!