A Embasa e a exploração da água | Bastidores

34
Compartilhar

Um assunto vem chamado a atenção de alguns veículos de mídia ultimamente, mas o Jornal Alerta já aborda e alerta para o problema há 25 anos, uma vez que a Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa, companhia que explora o uso da água do Rio Itanhém (que muitos chamam de Alcobaça), desde o início da década de 1970 aqui na região, parece fechar os olhos para o problema que se avoluma ano após ano.

A Embasa?!?

Embora o problema seja visto com mais eloquência em Teixeira de Freitas, maior cidade do extremo sul da Bahia, vale aqui lembrar que em Medeiros Neto a água usada pela empresa advém do maior afluente do Itanhém, que é o Água Fria, que também já agoniza, pois o Água Preta outro de seus afluentes que abastece a cidade de Itanhém está praticamente seco na maior parte do ano e na virada de 2016 para 2017 deixou os moradores da cidade em pavorosa.

Lajedão e Ibirapuã

Essas duas cidades vivem de reservatórios que também seca diversos meses do ano por conta da escassez de chuvas, cada vez menos frequentes na região que já chegou a chover entre 1200 e 1400mm por ano e que hoje fica entre 800 e 1000mm com longos períodos de estiagem.

Faço essas narrativas

Para demonstrar que ao longo de 40 anos da presença da Embasa aqui na região, ela não incentivou sequer o plantio de uma árvore nas nascentes e margens dos rios que ela explora com a retirada da água que é vendida aos olhos da cara aos consumidores.

Em Teixeira de Freitas

O drama pode ser maior num futuro bem próximo, onde estudiosos, já apontam como solução, a construção de pequenas barragens nas proximidades da cidade, como forma de reter parte da água e prevenir um colapso que se anuncia.

Diretórios partidários

O Partido dos Trabalhadores/PT, realizou neste domingo (9/4), eleições gerais em 4.109 municípios, onde 62.748 filiados se apresentaram para concorrer às direções do PT para os próximos dois anos, através do Processo de Eleições Diretas (PED) municipal, que é tido como principal ferramenta de fortalecimento da militância, das instâncias partidárias e do PT Nacional. Em Teixeira de Freitas houve disputa de chapa entre o ex-vereador Edinaldo Rezende e o ex-prefeito dr. João Bosco, saindo vencedor Bosco que obteve 168 contra 61 do seu opositor.

Bloqueados

Se fosse novela seria o oposto de carinha de anjo.

Força-Tarefa da Lava-Jato

O juiz Friedmann Wendpap, da 1ª Vara Federal de Curitiba, decretou na tarde de sexta-feira, (7/4), o bloqueio de R$ 9, 8 milhões do Partido Progressista (PP) e mais R$ 466 milhões de 10 políticos da legenda e de um ex-assessor. Em caráter liminar, a decisão do juiz contrariou parcialmente o pedido da Força-Tarefa da Lava-Jato, que ingressou com ação de improbidade administrativa contra o PP na última quinta-feira, (6). O juiz divergiu do entendimento dos procuradores que pediram a devolução de R$ 2,3 bilhões do partido e dos integrantes da cúpula.

Bloqueio de contas e imóveis

Tiveram os bens bloqueados: Pedro Corrêa (R$ 46, 8 milhões); Pedro Henry (R$ 800 mil); João Alberto Pizzolatti Junior (R$ 124 milhões); Mário Negromonte (R$ 166,9 milhões); Mário Sílvio Mendes Negromonte Júnior (R$ 2,7 milhões); Nelson Muerer (R$ 78.8 milhões); João Cláudio Genu (R$ 12, 8); José Otávio Germano (R$ 10 milhões); Luiz Fernando Ramos Faria (R$ 8,1 milhões); Roberto Pereira Brito (R$ 8,1 milhões) e Arthur Lira (R$ 7,7 milhões).

Compartilhar

Faça um comentário!