Ataque de pistoleiros deixa um morto e outro ferido próximo ao Colégio da Polícia Militar de Teixeira

21
Compartilhar

Teixeira de Freitas – Na noite de domingo, dia 9 de abril, por volta das 20h30, moradores da rua Dom Pedro, no bairro Bela Vista, fundos do Colégio da Polícia Militar (CPM), ficaram em pânico com a ação de dois pistoleiros, que chegaram numa moto, de placa de modelo não anotados.

Segundo testemunhas, os criminosos cercaram Anderson Miranda Pardim, de 17 anos e Leonardo da Silva Oliveira, 21, que estavam conversando, levaram os dois até a parte dos fundos da residência do menor, ordenaram que uma senhora saísse imediatamente e logo depois começaram a atirar.

Ninguém sabe ao certo se apenas o pistoleiro que chegou como carona da moto foi o autor dos disparos ou se o piloto também portava alguma arma. Logo após os tiros em sequência, de acordo com moradores próximos, os criminosos deixaram o local em alta velocidade.

Atingido três vezes, Anderson, que morava no local, morreu na hora, enquanto Leonardo, que teria sido alvejado com dois tiros, foi socorrido pelo SAMU e deu entrada em estado grave no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF).

Em um muro, em frente ao local onde o Anderson caiu morto, havia a inscrição: “190 não é bem vindo aqui”.  Segundo informações levantadas pela delegada Andressa Carvalho, responsável pelas investigações no local do crime, na residência morava o Anderson e sua esposa, e que o Leonardo teria chegado ao local e pedido um copo de água, quando os criminosos chegaram, encurralaram os dois e realizaram os disparos. O Anderson ainda correu, mas, caiu morto.

A Polícia Militar ainda realizou incursões no Bela Vista e em outros bairros próximos, mas os criminosos não foram localizados. Autoria e motivação do crime são desconhecidas.

Ainda na noite deste domingo (9) o corpo de Anderson Miranda Pardim, de 17 anos, depois da perícia de local, foi removido ao IML de Teixeira de Freitas, para exames de necropsia. O crime está sendo investigado pelo delegado Manoel Andreetta, responsável pelo Núcleo de Homicídios e Tráfico – NHT, da 8ª Coorpin. (Por Ronildo Brito)

Compartilhar

Faça um comentário!